Já aconteceu de você não encontrar um documento importante no momento em que mais precisa? Infelizmente isso acontece pela falta de organização nossa.

Organizar documentos é indispensável, afinal, se você perder algum terá estresse para procurar e em últimos casos terá gastos (desnecessários) com taxas para emitir a segunda via.

Vale lembrar que a organização de documentos não é apenas guardar papéis, e por isso é importante fazer a triagem e o descarte de tudo que não tenha uma utilidade real.

Receitas médicas antigas, contratos de seguros e cartões que já expiraram, manuais e notas fiscais de produtos que você já não tem mai, podem sim ser descartados.

Feita a seleção é hora de agrupá-los por categorias:

✔ Documentos pessoais: passaporte, certidões de nascimento e casamento, título de eleitor, certificado de reservista e carteira de trabalho;
✔ Documentos de animais: certidão, carteira de vacina e exames recentes;
✔ Documentos de saúde: carteiras de vacinação, exames importantes, contrato do plano de saúde e comprovantes de pagamentos;
✔ Documentos acadêmicos: diplomas e certificados;
✔ Documentos de trabalho: contratos de trabalho e contra cheques;
✔ Documentos de garantia: notas fiscais e garantias;
✔ Documentos do carro: compra e venda, recibo de quitação, IPVA e seguro;
✔ Documentos financeiros: contratos de abertura de contas, de cartões de crédito e investimentos;
✔ Documentos de imóveis: registro de imóveis ou contrato de locação, IPTU e seguro;
✔ Contas da casa: luz, água, telefone, internet, condomínio, mensalidades e recibos de prestação de serviços.

Depois de tudo categorizado, defina um lugar e a melhor maneira de guardar os documentos (pastas, caixas, arquivos), levando em consideração o espaço disponível e a rotina da sua família. Não esqueça de explicar e mostrar para todos os integrantes da família onde foram guardados e de que maneira os documentos foram organizados.

Fonte: A Casa com Vida.